Nossa Bandeira é o Marajó!!! Junte-se a nós!!!

Notícias

INCRA | Famílias de São Sebastião da Boa Vista recebem R$ 2,9 milhões em créditos de apoio à produção

By Movimento Marajó Forte - terça-feira, 26 de março de 2013 No Comments

A carga é constituída por R$ 2,9 milhões em insumos, alimentos, bens e equipamentos diversos. Foto: Herbert Marcus


No porto de São Sebastião da Boa Vista, município do Marajó (PA), a agricultora Maridalva Ferreira Reis, 36, olha com grande expectativa a lenta aproximação da balsa "Pérola do Xingu". Seus olhos brilham de alegria quando, finalmente, a embarcação atraca no porto. A bordo encontra-se uma preciosa carga, ansiosamente esperada por Maridalva e mais 904 famílias assentadas em projetos agroextrativistas (PAE) criados pelo Incra em ilhas do município, que ostenta com orgulho o título de "Veneza do Marajó".


A carga é constituída por R$ 2,9 milhões em insumos, alimentos, bens e equipamentos diversos adquiridos com créditos do Plano Nacional de Reforma Agrária (PNRA), para o Apoio Inicial a atividades produtivas das famílias assentadas no município, que vivem basicamente do extrativismo do açai, da pesca e da agricultura de subsistência.

A chegada da "Pérola do Xingu", no sábado (23/03), representou o fim de uma etapa que começou em novembro de 2012, com a liberação pelo Incra dos R$ 2,9 milhões em créditos de Apoio Inicial, para 905 famílias de cinco PAEs de São Sebastião da Boa Vista (Ilha Central, Ilha São Raimundo II, Ilha Cariá-Guajará; Ilha Bom Samaritano e Ilha Pracuúba Grande).

Dentre os itens que a balsa começou a distribuir a partir da segunda-feira (25/03) na Ilha São Raimundo II, onde vive Maridalva com o marido e dois filhos, estão equipamentos hidráulicos (tubos, caixa e bombas d'água), e de pesca, ferramentas agrícolas, motores náuticos, fogões, máquinas de costura, produtos alimentícios, motores e geradores elétricos, além de máquinas de bater açai, geladeiras e freezers.

Os ítens foram escolhidos com base na vocação produtiva de cada família e conforme critérios estabelecidos em norma. Cada família recebe o equivalente a R$ 3,2 mil; a compra se dá por meio das Associações dos PAES, e nenhuma família recebe o investimento em espécie.

Conservar a natureza e melhorar de vida


A geladeira e o gerador elétrico solicitados por Maridalva vão mudar para melhor a vida da família, acredita a agricultora. O benefício aportado pelo Incra vem se somar ao Bolsa-Família e ao Bolsa Verde, recebidos pela família, por meio dos programas sociais do governo federal, "para conservar a natureza e melhorar de vida", como disse a assentada.

Para a presidente da Associação das Famílias do PAE São Raimundo II, Elcione de Souza, 24 anos, a chegada da balsa "Pérola do Xingu" também foi motivo de grande alegria. "A espera valeu a pena, muitos aqui já não acreditavam que os créditos viriam", confessou a presidente.

A alegria de Elcione também tem outra explicação. É que com a chegada das máquinas de bater açai, dos motores e geradores elétricos, bem como dos equipamentos de pesca, as famílias cadastradas no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), da Conab, vão poder cumprir o contrato assinado com a prefeitura de São Sebastião da Boa Vista, fornecendo 4,5 toneladas de açaí e outras frutas, além de camarão para a merenda escolar das escolas municipais.

Por enquanto, explicou Elcione, apenas 18 famílias do PAE São Raimundo assinaram o contrato que vai até o final de 2013. A entrega ocorrerá em função da safra de cada ítem. O açai, principal produto da região, deve compor a maior parte do fornecimento, com um preço médio de R$ 18 por lata (14 quilos). E para qualificar ainda mais a produção, dez famílias do PAE já acessaram, por meio do Banco da Amazônia (Basa), a linha de financiamento do Grupo B do Programa Nacional de Fortalecimento da agricultura Familiar (Pronaf), destinada a projetos de manejo do açai com assistência técnica da Emater.

De olho nas dezenas de máquinas de costura, que começaram a ser descarregadas no Centro Comunitário do PAE São Sebastião, no domingo (24/03), a presidente abriu um sorriso e afirmou confiante: "Agora nós podemos tocar em frente o projeto de criação de uma cooperativa de mulheres do PAE e assinar um contrato com a prefeitura para fornecimento de uniformes escolares".

(INCRA

No Comment to " INCRA | Famílias de São Sebastião da Boa Vista recebem R$ 2,9 milhões em créditos de apoio à produção "