Nossa Bandeira é o Marajó!!! Junte-se a nós!!!

Notícias

UFPA NO MARAJÓ | Comissão se reúne para elaborar plano emergencial de expansão do ensino superior e o projeto da Universidade Federal do Marajó

By Movimento Marajó Forte - segunda-feira, 16 de setembro de 2013 No Comments
Membros da Comissão. Foto: ASCOM/UFPA.
A comissão formada por representantes da Universidade Federal do Pará, do Movimento Marajó Forte, da Câmara Federal e da Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (AMAM) estará realizando nesta segunda-feira (16/09), às 11h, na Sede da AMAM, a primeira reunião técnica para elaboração de um plano emergencial de oferta de cursos de nível superior para atender os 16 municípios que compõem a região do Marajó (PA). O documento com uma proposta inicial de oferta de cursos será apresentado ao Ministro da Educação, Aluízio Mercadante, em audiência na próxima quarta-feira (18/09). Estarão presentes à audiência o Reitor da UFPA, Movimento Marajó Forte, AMAM, Prefeitos do Marajó e Câmara Federal.


UFPA vai ofertar mais cursos no Marajó

 
Atuando em parceria com outras instituições, a Universidade Federal do Pará (UFPA) vai estudar a criação de novos cursos de nível superior do Marajó, a fim de atender as demandas crescentes na área de ensino dos 16 municípios que integram a ilha.

O assunto ficará a cargo de uma comissão formada por representantes da UFPA, do Movimento Marajó Forte, da Câmara dos Deputados e da Associação dos Municípios do Arquipélago Marajoara (Amam).

Sob a coordenação da universidade, a comissão terá a responsabilidade de elaborar um plano emergencial dispondo sobre a ampliação da oferta de cursos, trabalhando com este objetivo em duas frentes. Uma, focada no projeto de criação da Universidade Federal do Marajó, seguindo a mesma linha das universidades criadas recentemente.

O outro projeto, conforme esclareceu o reitor da UFPA, Carlos Edilson Maneschy, “contempla a interiorização da Universidade, nos moldes do Parfor, o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica”.

A ideia, segundo ele, é criar uma espécie de consórcio entre instituições públicas de ensino superior e os parceiros, de modo que se possa oferecer o maior número possível de cursos.

O coordenador do Movimento Marajó Forte, Ricardo Fialho, informou ao término da reunião, realizada no gabinete da Reitoria da UFPA, que apenas 16 mil alunos estão matriculados nas escolas de ensino médio do Marajó, segundo dados fornecidos pelo censo escolar de 2012.

Em contrapartida, disse ele, as vagas do ensino de nível superior na ilha estão hoje limitadas a 360, distribuídas entre o campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa) em Salvaterra e os campi da UFPA em Soure e Breves.

Ricardo Fialho disse que esta foi a terceira reunião mantida com o reitor da UFPA para tratar do assunto e ressaltou que as conversações evoluíram para um desfecho que se prenuncia bastante positivo. Tanto, acrescentou, que já na próxima semana a comissão, liderada pelo reitor Carlos Maneschy, será recebida pelo ministro da Educação, Aloísio Mercadante.

Nesse encontro, eles vão apresentar ao ministro o plano emergencial de ampliação da oferta de cursos no Marajó.

(Diário do Pará)

No Comment to " UFPA NO MARAJÓ | Comissão se reúne para elaborar plano emergencial de expansão do ensino superior e o projeto da Universidade Federal do Marajó "